Iniciar sessão

Votação

Como é que gosta de ver jogos de golfe?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades!

Como escolher um putter

putter  golfe

O putter é uma peça indispensável para a prática do golfe, uma vez que permite que um golfista demonstre o seu estilo e forma de jogar em qualquer tipo de circuito. Saiba como escolher um putter ao observar as suas características principais e obtenha a melhor prestação de sempre no green.

Os putters são tacos de golfe específicos que se adaptam às características principais de um jogador e ao seu estilo de jogo. Assim sendo, para escolher o melhor putter, um golfista deve sentir esse taco de golfe como seu e para ter essa certeza deve observar detalhadamente as características seguintes:

A forma da cabeça de um putter

As maiores variações no design de um putter estão na sua cabeça. A cabeça é a área responsável pelo impacto do taco na bola e nela encontram-se a lâmina, o martelo e uma outra série de elementos de diversos tamanhos.
Apesar de ter a espessura de um dedo, a forma da cabeça de um putter é determinante, pois este é um taco de golfe que proporciona tacadas com a máxima precisão. Nesse sentido, para escolher o melhor putter, deve verificar se a lâmina da cabeça é fina e se existe uma ligeira cavidade na sua traseira. Esta cavidade não é fundamental, mas se existir vai permitir reduzir a torção de contacto com a bola. Por outro lado, o martelo é também muito importante. Ele é maior e mais amplo que uma lâmina e a sua superfície encontra-se na sola do taco que entra em contacto com o chão. Alguns modelos incluem indicações de alinhamento para auxiliar no alinhamento de um putt e isso é uma vantagem gigantesca.

Os materiais da cabeça de um putter

A cabeça de um putter pode ser constituída por vários materiais diferentes e todos garantem um efeito específico. São eles:

  • O aço inoxidável e o carbono: A maioria dos putters são feitos com estes materiais e estes putters são conhecidos pela sua consistência e assertividade;
  • O bronze e o latão: A utilização do bronze e do latão proporciona uma maior sensibilidade em qualquer tipo de jogada;
  • O alumínio: Os putters em alumínio são muito usados por todos os golfistas que preferem ter uma tacada mais leve e suave no green;
  • A grafite e outros plásticos: Estes materiais fazem com que a cabeça do putter seja mais cara, no entanto, são materiais mais resistentes e leves que os restantes.

As pastilhas na cabeça de um putter

As pastilhas na cabeça de um putter são um elemento recente na arquitetura de um taco de golfe e isso deve-se às várias experiências que são feitas para melhorar a eficácia e jogabilidade de um taco. Nesse sentido, a utilização de pastilhas possibilita que um golfista obtenha uma maior capacidade de resposta da área de contacto entre o taco e a bola e isso é determinante para a realização de uma boa, ou má tacada. Por outro lado, é de destacar que as pastilhas geram uma sensação muito mais macia através do eixo para as mãos de um jogador e isso resulta num movimento rotativo mais controlado. A maioria das pastilhas é feita com um material sintético, embora existam algumas que são fabricadas em alumínio.

O peso de um putter

O peso é um dos elementos que mais contribui para a forma como o putter vai encaixar nas mãos de um golfista e está dividido em dois grandes grupos:

  • Putters leves: Uma cabeça leve de um putter contribui para uma tacada muito rápida, leve e manual e isso faz com que o taco passe sobre a área de contacto muito depressa.
  • Putters pesados: Uma cabeça pesada de um putter cria um movimento de arrasto numa tacada. Trata-se de uma tacada lenta que necessita de ter a força de impacto ideal, caso contrário revela-se uma jogada fracassada. Trata-se de um taco menos consistente para fazer um circuito de 18 buracos.

O equilíbrio que um putter deve ter

Quando a cabeça de um putter é equilibrada, ela vai resistir melhor à torção do impacto e vai possibilitar uma melhor rotação da bola. Para fazer este teste, pode equilibrar um taco no seu dedo indicador, colocando-o sob o eixo perto da cabeça do taco. Sempre que o taco permanecer praticamente paralelo ao solo, isso é sinal que ele é consistente e equilibrado.

O comprimento de um putter

O comprimento de um putter deve ser determinado pela posição de um golfista em campo. A maioria dos putters varia entre os 86 e os 89 centímetros de comprimento e para determinar aquele que melhor se adequa a si, necessita de experimentar cada um deles. Tenha em atenção que um putter comprido é mais difícil de ser controlado e pode não transmitir a confiança necessária para ter a melhor performance em qualquer tipo de circuito.

O ângulo de “loft”

A face de um putter tem um ângulo de “loft” de aproximadamente quatro graus e isso vai ajudar a bolar a circular corretamente. O ângulo de “loft” vai determinar a trajetória e a distância que uma bola de golfe pode ter, permitindo que esta se movimente em direção ao alvo.

Os eixos

Os putters podem ter um eixo central (quando o eixo se encontra conectado perto do meio da cabeça do taco) ou um eixo traseiro (quando o eixo está ligado ao calcanhar). A curva do hosel (parte da cabeça onde se fixa o eixo do taco de golfe) ajuda a manter as mãos do golfista à frente da bola, o que promove um melhor trajeto. Existem alguns putters que não têm hosel e isso acontece basicamente por questões estéticas.

Os apoios

A maioria dos apoios dos putters são mais largos do que os apoios dos outros tacos de golfe. Esta situação ajuda a promover um apoio de pressão mais leve e impede o aparecimento de lesões ou quebra dos pulsos.

A sua votação: 
Average: 3 (2 votes)