Iniciar sessão

Votação

Como é que gosta de ver jogos de golfe?

Newsletter

Mantenha-se informado sobre as nossas novidades!

Os melhores jogadores portugueses de golfe

Com dezenas de campos de golfe e um clima ameno e solarengo, Portugal é um paraíso para os praticantes de golfe. É por estas razões que é procurado por muitos turistas amantes do desporto, sendo reconhecido como o país europeu com melhores condições para o praticar. Mas não é só de turistas que se faz o golfe em Portugal. Ao longo dos anos foram surgindo atletas portugueses que apresentam um excelente desempenho nesta modalidade, mesmo a nível mundial. Conheça os melhores golfistas portugueses e um pouco da sua história.

Ricardo Santos

Créditos imagem

Este jovem jogador começou a praticar a modalidade com apenas 9 anos, fortemente influenciado pelo seu tio. A partir dos 13 anos, e ainda enquanto golfista amador, Ricardo Santos fez parte da Seleção Nacional de Golfe e do Clube de Golfe de Vilamoura. Mais tarde, ingressou na Seleção da Europa participando numa das provas de maior prestígio amador mundial. A partir de 2006, ano em que se tornou profissional, Ricardo Santos iniciou as suas prestações no circuito europeu. 

Filipe Lima

Créditos imagem

Filipe Lima aprendeu a dar as primeiras tacadas com o pai, um emigrante em França que trabalhava num clube com campo de golfe. Em pouco tempo, Filipe Lima tornou-se o melhor jogador desse clube, e o seu pai viria a ser o seu treinador. Com pouca experiência, o jogador ocupou o ranking francês, na vigésima posição, seguindo-se outros campeonatos como, por exemplo, o espanhol. É um dos golfistas revelação nos campos nacionais e internacionais, destacando-se com bons resultados no Circuito Europeu, desde 2004. Em 2012, disputou o Challenge Tour.

Tiago Cruz

Créditos imagem

Jogador de golfe desde os 7 anos, tendo começado no Clube de Golfe do Estoril, Tiago Cruz tem um currículo repleto de boas classificações: já venceu por duas vezes o Campeonato Nacional de Absolutos, uma taça da Federação Portuguesa de Golfe, e sagrou-se Vice-Campeão do Internacional de Portugal e da Áustria, entre outros. Desde Fevereiro de 2006 que Tiago Cruz profissionalizou a sua carreira, tendo participado inclusive na edição da EDP Tour, circuito do European Tour. Tiago Cruz pode ainda orgulhar-se da conquista do seu primeiro título, no Bosch Open PGA Portugal.

Hugo Santos

Créditos imagem

Hugo Santos, irmão do atleta Ricardo Santos, afirmou-se como profissional de golfe no ano de 2005. Sete anos depois, em 2012, o golfista sagrou-se bicampeão europeu de profissionais de clubes na Bulgária, depois de no ano anterior, este mesmo prémio ter sido ganho pelo seu irmão. Ainda em 2012, o atleta venceu a primeira edição do Açores PGA Open e recuperou a liderança da Ordem de Mérito do Tee Times Golf. Importa ainda referir que, em 2011, a dupla de irmãos, Ricardo e Hugo Santos, conseguiu a qualificação para o mundial de golfe.

António Rosado

Créditos imagem

Este algarvio começou a sua carreira no golfe com apenas 15 anos e, a partir de então, integrou as equipas nacionais de 2001 a 2006. Neste mesmo período de tempo, sagrou-se campeão nacional sub-18. Apesar de só em 2007 se ter tornado um atleta profissional, António Rosado já tinha conseguido, nos dois anos anteriores, as qualificações para o europeu e para o mundial. Arrecadou o título de campeão nacional em 2009, sendo o mais jovem campeão de Portugal, e venceu o seu segundo torneio no Pro-Am Series da PGA de Portugal.

Almerindo Sequeira

Créditos imagem

Golfista profissional desde 1996, Almerindo Sequeira venceu cinco campeonatos nacionais de clubes seguidos, no início dos anos 90. Em 2011 venceu a classificação do Onyria Palmares PGA Pro-Am, uma das provas do circuito PGA Portugal. Atualmente, Almerindo Sequeira é treinador do golfista Ricardo Santos.

António Sobrinho

Créditos imagem

Este é um dos golfistas veteranos do circuito português. Profissional do golfe, António Sobrinho possui 4 títulos de campeão nacional enquanto amador, e 11 como profissional. Durante nove anos, ocupou o primeiro lugar da Ordem de Mérito da PGA Portugal e foi eleito duas vezes jogador profissional do ano, prémio atribuído pela Federação Portuguesa de Golfe.

A sua votação: 
Sem votos